sexta-feira, 20 de março de 2009

Linha do tempo

No dia 03 de Outubro de 1984 eu nasci. Em plena primavera.
Nesse ano surgia no Brasil o movimento das Diretas Já. Os inesquecíveis e históricos “cara-pintadas” estavam pelas ruas reivindicando seus direitos. O Michael Jackson estava no auge da sua carreira com o álbum Thriller e acredito eu que não tinha se tornado branco ainda. Também nascia o primeiro bebê de proveta brasileiro e as mulheres ainda usavam ombreiras, era artigo de luxo, o acessório do momento. O programa do Chaves começava a ser exibido na TV, a Madona despontava com a música “Like a virgin” e ninguém sabia que eu estava nascendo. A não ser meus pais, que viram o mundo de cabeça pra baixo com a chegada do primogênito.

Não me lembro de como foi abrir os olhos pela primeira vez, e nem que me esforçasse para sempre, nunca conseguiria fazer isso. Mas seria perfeito lembrar de como foi abrir os olhos pela primeira vez fora da barriga da minha mãe, sentir a luz brilhante dilatar minhas pupilas e encher meus olhos de cores e imagens. Perceber as nuances das cores, o contraste do branco, a cor da pele, a transparência do vidro. Não me lembro também de como foi ouvir as primeiras palavras, as vibrações que chegavam ao meu minúsculo ouvido. E as palavras da minha mãe, que devem ter sido soadas tão doces que penetraram em meus ouvidos como música. E como teria sido a sensação do primeiro toque dela na minha pele...

É engraçado quando você tenta fazer uma “linha do tempo” de sua própria vida, porque não sabemos muito bem como as coisas acontecem e os detalhes nesse caso ajudariam muito, mas quando você olha pra trás eles já estão embaçados e o que sobra são apenas sensações. Mesmo assim, sem saber o porquê de tudo, parece que tudo está onde realmente deveria estar, como se a vida seguisse seu roteiro, divinamente escrito e totalmente perfeito.

Ass. Maraisa Marques

2 comentários:

Bru disse...

que lindo esse texto...
realmente, eh tao gostoso relembrar o passado, a nossa infancia...adoro esta nostalgia...me da muita saudades..qdo td era mais facil, sem problemas, preocupacoes...
fecho os olhos e sinto o cheiro da epoca, a sensacao das coisas q vivi, das emocoes...ai ai...


fora q somos "parentes" ne??

sou marques tbm!!

bjss

Suflê de Canela! disse...

Oi Bru!! Sério que vc é marques?!! q massa!!!
beijoss

Postar um comentário

Solta a voz aí garota!!!! E volte depois, sua mensagem será respondida aqui mesmo, ok?!!! Valeu, Beijossss!